Cirque du Soleil cancela exibições na Carolina do Norte por lei sobre transgêneros

sexta-feira, 15 de abril de 2016 18:43 BRT
 

WINSTON-SALEM, EUA (Reuters) - O Cirque du Soleil anunciou nesta sexta-feira que estava cancelando exibições na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, por conta de uma nova lei estadual que o grupo chamou de discriminatória, tornando-se assim a mais recente apresentação de entretenimento a se posicionar contra a medida.

"A nova legislação aprovada na Carolina do Norte é uma regressão importante para a garantia de direitos humanos para todos. O Cirque du Soleil acredita em igualdade para todos”, afirmou o grupo num comunicado online.

A Carolina do Norte se tornou no mês passado o primeiro Estado norte-americano a colocar em vigor uma medida que requer que pessoas transgêneras usem banheiros e vestiários em escolas e outras instalações públicas que correspondam ao seu gênero de nascimento, e não ao gênero com o qual se identificam.

A lei também proíbe governos locais de adotarem proteções contra discriminações com base em orientação sexual e identidade de gênero.

O ex-baterista dos Beatles, Ringo Starr, e o cantor de rock Bruce Springsteen cancelaram concertos no Estado em protesto contra a lei. A cantora Cindy Lauper disse que iria doar os lucros do seu show em junho em Raleigh para os esforços para anular a legislação.

(Por Colleen Jenkins)

 
Apresentação do Cirque du Soleil em Londres. 15/1/2016. REUTERS/Dylan Martinez