Polícia descarta sinais de trauma ou suicídio em morte de Prince

sexta-feira, 22 de abril de 2016 19:02 BRT
 

Por Piya Sinha-Roy e Jill Serjeant

(Reuters) - A polícia não encontrou sinais de suicídio ou trauma aparente na morte do astro musical Prince, mas pode levar semanas até que os resultados da autópsia revelem como ele morreu, disseram autoridades nesta sexta-feira.

Autoridades do Estado norte-americano de Minnesota realizaram uma autópsia no corpo de Prince nesta sexta, um dia depois de o cantor e multi-instrumentista influente e pioneiro ser encontrado morto em casa, aos 57 anos.

O xerife Jim Olson, cujo escritório está investigando as circunstâncias da morte, disse que Prince foi visto pela última vez vivo por um conhecido que o deixou em sua casa por volta das 20h na quarta-feira à noite.

"Não havia sinais óbvios de trauma no corpo", afirmou Olson em entrevista coletiva. "Nós não temos nenhuma razão para acreditar neste momento que foi um suicídio. O restante está sob investigação."

A autópsia durou cerca de quatro horas e os resultados completos podem levar semanas, disse o escritório do médico legista local. "A coleta dos resultados vai demorar vários dias e os resultados de um exame toxicológico completo provavelmente poderia levar semanas", afirmou.

A morte do artista excêntrico e profundamente reservado, cujos sucessos incluem "Purple Rain", "When Doves Cry" e "Kiss", chocou fãs do mundo inteiro, desencadeando manifestações de pesar de admiradores e homenagens de colegas do meio musical.

Prince, nascido Prince Rogers Nelson, foi encontrado desacordado na manhã de quinta-feira em um elevador do complexo Paisley Park Studios, localizado em Chanhassen, nos arredores da cidade de Mineápolis onde ele morava, de acordo com o escritório do xerife do condado de Carver.

O escritório do xerife disse estar investigando as circunstâncias da morte.

"Como parte de um exame completo, serão reunidas informações relevantes a respeito do histórico médico e social do senhor Nelson", informou o escritório do médico legista em um comunicado. "Tudo que puder ser relevante para a investigação será levado em consideração".

A música de Prince misturava estilos como rock, jazz, funk, disco e R&B, e rendeu ao músico sete prêmios Grammy e um Oscar. Ainda na semana passada ele estava em turnê pelos Estados Unidos.

 
Cantor Prince durante show em Hollywood.    24/5/2006. REUTERS/Chris Pizzello/Foto de arquivo