Bill Cosby sofre reveses em tribunais dos EUA em casos de abuso

terça-feira, 26 de abril de 2016 19:57 BRT
 

NOVA YORK/LOS ANGELES (Reuters) - As decisões de tribunais nas duas costas norte-americanas representaram reveses para os advogados de Bill Cosby nesta terça-feira, na luta do comediante contra processos judiciais relacionados a alegações de que ele abusou sexualmente de mulheres por décadas.

Um juiz da Califórnia recusou a segunda tentativa de Cosby de terminar com um processo de autoria de uma mulher que o acusa de abusar sexualmente dela quando ela tinha 15 anos em Los Angeles, disse o advogado dela.

Em Nova York, um juiz federal tomou decisão contrária ao esforço de Cosby para obrigar a revista New York a dar acesso a entrevistas não editadas de seis mulheres que o estão processando por outras alegações de abuso.

Mais de 50 mulheres acusaram publicamente Cosby de atacá-las sexualmente, frequentemente depois de lhes dar álcool ou drogas em incidentes de décadas atrás. Muitas das acusações são muito antigas para serem objetos de processo, mas elas removeram Cosby, de 78 anos, da posição de um dos mais populares homens de entretenimento dos Estados Unidos.

Como estrela do programa de TV “The Cosby Show” nos anos 1980, ele interpretava um pai carinhoso e obstetra que era considerado um modelo de paternidade responsável. O comediante reconheceu a infidelidade no casamento, mas nega qualquer envolvimento em comportamento sexual não consensual.

(Por Nate Raymond e Steve Gorman)

 
Bill Cosby chega para audiência em Norristown. 2/2/2016.  REUTERS/Clem Murray/Divulgação