Hillary se destaca na batalha por apoio e dinheiro de Hollywood para a eleição presidencial

quarta-feira, 27 de abril de 2016 13:24 BRT
 

Por Lisa Richwine e Grant Smith

LOS ANGELES (Reuters) - As posições do pré-candidato presidencial democrata Bernie Sanders a respeito de educação gratuita e desmonte dos grandes bancos não soariam estranhas em um discurso de agradecimento de um ator vencedor de um Oscar.

Mas na notoriamente liberal Hollywood, há muito tempo usada como um verdadeiro caixa eletrônico por candidatos democratas, a mensagem de Sanders não está ressoando tanto quanto em outros bastiões progressistas. A mais moderada Hillary Clinton já superou de longe o senador de Vermont na arrecadação de fundos e conta com uma extensa lista de astros de primeiro escalão e altos executivos entre seus apoiadores.

Celebridades não alteram votos, mas podem persuadir as pessoas a ouvir a mensagem dos candidatos, disse o historiador Steven Ross, autor do livro "Hollywood Left and Right: How Movie Stars Shaped American Politics". "Isso coloca um candidato no radar", afirmou.

Atores de Hollywood, executivos de estúdios e outros funcionários das indústrias de cinema, TV e música doaram pelo menos 8,4 milhões de dólares para a campanha de Hillary e o Super PAC (comitê independente sem filiação partidária) que a apoia, o Priorities USA Action, de acordo com uma análise de dados de financiamento de campanha feita pela Reuters até 31 de março.

Um par de eventos de arrecadação para Hillary realizados pelo ator George Clooney neste mês, nos quais os ingressos custavam até 353 mil dólares por casal, não está computado nesse total, mas teria levantado outros 15 milhões de dólares, segundo uma reportagem do site Deadline Hollywood.

Em contraste, Sanders arrecadou 1 milhão de dólares de doadores da indústria do entretenimento até o final de março, de acordo com dados de financiamento da campanha. O senador, que classificou o preço do evento de Clooney como "obsceno", não está associado a nenhum Super PAC e diz que não corteja doadores ricos.

Todos os pré-candidatos presidenciais republicanos juntos receberam 460 mil dólares, cerca de 5 por cento das doações da indústria do entretenimento, revelaram as informações.

O apoio de Hollywood à ex-primeira-dama pode ser explicado pelos laços profundos que seu marido criou durante sua primeira campanha presidencial em 1992, disse Donna Bojarsky, consultora de políticas públicas democrata que atuou como coordenadora nacional de entretenimento da campanha de Bill Clinton.

Outra razão do sucesso de Hillary na meca do cinema norte-americano é o endosso dos executivos. Embora os empresários de Hollywood possam ser mais liberais, é menos provável que eles se entusiasmem com um pré-candidato que ataca as empresas, disse Ross. Sanders quer impostos mais altos para indivíduos e corporações ricas para financiar universidades, o sistema de saúde e outros programas.

 
Pré-candidata democrata à Presidência dos EUA Hillary Clinton ao lado da cantora Katy Perry durante evento de campanha em Des Moines, Iowa. REUTERS/Scott Morgan