Drake entra na lista da Forbes das cinco estrelas mais ricas do hip-hop

terça-feira, 3 de maio de 2016 20:02 BRT
 

Por Gina Cherelus

NOVA YORK (Reuters) - O rapper Aubrey "Drake" Graham se tornou nesta segunda-feira o mais novo membro da lista da Forbes dos cinco mais ricos artistas de hip-hop, com um valor líquido de 60 milhões de dólares, de acordo com a Forbes.

A lista anual tem incluído regularmente os artistas de rap Bryan "Birdman" Williams, Andre "Dr. Dre" Young, Shawn "Jay Z" Carter, Curtis "50 Cent" Jackson e Sean "Diddy" Combs.

No entanto, devido a problemas na gestão de recursos que resultaram em falência no último verão (inverno no Hemisfério Sul), 50 Cent perdeu o lugar para Drake, que aumentou o seu valor líquido por intermédio de shows, lançamentos de música e acordos com a Nike, Sprite e Apple.

"Views", o quarto álbum de estúdio de Drake, nascido em Toronto, vendeu um número estimado de 630 mil cópias na data de lançamento, 29 de abril, de acordo com a revista Vibe.

Com cada álbum sendo vendido a 13,99 dólares exclusivamente no iTunes, o artista de 29 anos fez 800 mil dólares naquela noite.

O magnata e artista de rap Diddy continua com a primeira colocação com um valor líquido de 750 milhões de dólares graças ao seu acordo com a vodca Circo, da Diageo, suas ações na sua rede de televisão musical Revolt, a sua linha de roupas Sean John, entre outros negócios.

Dr. Dre vem em seguida com 710 milhões de dólares. Depois, é a vez de Jay Z, em terceiro lugar, com 610 milhões, e finalmente Birdman, em quarto, com 110 milhões.

Embora o seu valor líquido seja pequeno em comparação com os outros integrantes da lista, Drake está rapidamente subindo no ranking, ganhando cerca de 150 milhões brutos até agora, segundo a Forbes.

A revista de negócios analisa os rendimentos passados dos artistas, avalia os seus bens atuais e fala com especialistas da indústria para determinar que artistas vão compor a lista.

Combinados, a Forbes declarou que os cinco artistas valem 2,2 bilhões de dólares.

 
Drake durante jogo da NBA. 14/2/2016. Reuters/Peter Llewellyn-USA TODAY Sports