Elenco de filme brasileiro "Aquarius" protesta em Cannes contra impeachment de Dilma

terça-feira, 17 de maio de 2016 15:21 BRT
 

Por Julien Pretot

CANNES, França (Reuters) - Membros do elenco e da equipe de produção do filme brasileiro "Aquarius", que estreou na competição principal do Festival de Cannes nesta terça-feira, realizaram um protesto em apoio à presidente afastada Dilma Rousseff no tapete vermelho do evento.

Ao chegar à escadaria do Palais des Festivals, o diretor Kleber Mendonça Filho e sua equipe, incluindo a atriz Sônia Braga, exibiram cartazes em inglês e francês denunciando o que afirmaram ser um golpe de Estado no Brasil.

Um dos cartazes dizia: "54.501.118 votos queimados".

Os brasileiros foram acompanhados até a entrada do prédio principal do festival pelo diretor do evento, Thierry Fremaux.

Dilma foi afastada da Presidência por até 180 dias, na semana passada, devido à decisão do Senado de instaurar um processo de impeachment contra ela. A defesa da presidente afirma que Dilma não cometeu irregularidades e que o impedimento equivale a um golpe.

O vice Michel Temer assumiu como presidente interino.

 
Elenco e diretor do filme "Aquarius" Kleber Mendonça Filho (D) protestam em Cannes. 17/5/2016.   REUTERS/Yves Herman