Amber Heard acusa Johnny Depp de violência doméstica em depoimento à polícia

terça-feira, 31 de maio de 2016 18:10 BRT
 

Por Piya Sinha-Roy

LOS ANGELES (Reuters) - A atriz Amber Heard deu um depoimento à polícia de Los Angeles no qual acusa o marido Johnny Depp de violência doméstica, afirmaram os advogados dela nesta terça-feira, uma semana depois de ela ter entrado com o pedido de divórcio e obtido uma ordem de restrição contra Depp.

Os advogados de Amber Heard afirmaram em comunicado que numa tentativa de “proteger a privacidade dela e a carreira de Johnny” a atriz havia inicialmente se negado a relatar para a polícia um incidente ocorrido em 21 de maio entre ela e Depp que, segundo Amber, a deixou com um olho machucado.    

“A equipe de Johnny forçou Amber a dar um depoimento à polícia para esclarecer as coisas como elas ocorreram”, afirmou Samantha Spector e Joseph P. Koenig, advogados dela.

“Amber tem sofrido anos de abuso físico e psicológico nas mãos de Johnny”, declararam.  

Representantes de Depp não responderam imediatamente ao pedido para comentar o caso. A policial Liliana Preciado, porta-voz da polícia de Los Angeles, não quis comentar, alegando privacidade.   

A atriz, de 30 anos, disse em processo apresentado em Los Angeles na semana passada que Depp, 52 anos, teve comportamento abusivo com ela durante toda a relação, culminando com uma discussão em que ele jogou um telefone celular no rosto dela e quebrou objetos no apartamento. O advogado do ator argumentou que Amber Heard “está tentando assegurar uma resolução financeira prematura ao alegar abuso”.

 
Atriz Amber Heard deixa tribunal em Los Angeles. 27/05/2016 REUTERS/Rollo Ross