Ator Michael Jace, da série ‘The Shield’, é condenado por matar a mulher

terça-feira, 31 de maio de 2016 20:00 BRT
 

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES (Reuters) - O ator Michael Jace, mais conhecido pela interpretação de um policial na série de TV “The Shield”, foi condenado por um júri nesta terça-feira por assassinato de segundo grau, por ter matado a tiros a sua mulher em 2014 na frente dos dois filhos do casal na casa deles em Los Angeles.

Jace, de 53 anos, pode pegar uma pena que vai de 40 anos até prisão perpétua, quando for sentenciado em 10 de junho.

O ator estava perturbado porque a sua mulher, April Jace, queria o divórcio, quando ele atirou uma vez nas costas dela e duas vezes nas pernas em 19 de maio de 2014, disse em comunicado a promotoria do condado de Los Angeles.   

Ele então ligou para as autoridades e relatou que havia matado a mulher, disseram os promotores. Os filhos do casal, com 8 anos e 5 anos de idade na época, assistiram ao assassinato na casa da família, no sul de Los Angeles. A mulher tinha 40 anos quando foi morta.

Os promotores haviam pedido aos jurados para declararem Jace culpado por assassinato de primeiro grau, que envolve premeditação, disse Greg Risling, porta-voz da promotoria. No entanto, o júri considerou Jace culpado de assassinato de segundo grau, um crime intencional, mas não premeditado.

Os advogados de Jace reconheceram na corte que ele havia atirado contra a sua mulher. “Nosso objetivo todo era mostrar que não era um caso de premeditação, e nós conseguimos isso”, afirmou Jamon Hicks, advogado de Jace, em e-mail.

“Esse foi um júri muito sagaz e inteligente que deliberou e considerou as evidências. Eles não foram movidos pela emoção, mas pela evidência.”

 
Ator Michael Jace durante audiência em tribunal em Los Angeles. 22/05/2014 REUTERS/David McNew/Pool