Jimmy Page testemunha em caso de suposto plágio em Stairway to Heaven

quinta-feira, 16 de junho de 2016 10:38 BRT
 

Por Piya Sinha-Roy

LOS ANGELES (Reuters) - O guitarrista do Led Zeppelin, Jimmy Page, testemunhou em um julgamento de violação de direitos autorais na quarta-feira dizendo que não se lembra de ter ouvido até recentemente a canção que contém o trecho que sua banda está sendo acusada de roubar para usar em "Stairway to Heaven", grande sucesso composto em 1971.

Page, de 72 anos, esteve no banco de testemunhas no segundo dia do julgamento em um tribunal federal de Los Angeles, onde o grupo de rock britânico é acusado de ter roubado os acordes iniciais de "Stairway to Heaven" da canção instrumental "Taurus", de 1967, da banda Spirit.

A ação questiona a originalidade da marca registrada do Led Zeppelin e uma das composições mais conhecidas da história do rock.

Page disse ter o disco homônimo de 1968 do Spirit que inclui "Taurus", que contém uma progressão cromática descendente de quatro acordes que motivou o processo.

Mas o guitarrista disse que o disco é um dos mais de 9 mil álbuns de vinil e CDs de sua coleção musical, e que não sabe quando entrou em seu catálogo pessoal.

"Não acho que ouvi o primeiro álbum", argumentou Page.

A ação foi apresentada por Michael Skidmore, testamenteiro do falecido Randy Wolfe, também conhecido como Randy California, guitarrista do Spirit e compositor de "Taurus", que morreu afogado em 1997.

A queixa de Skidmore pede que o nome de Wolfe seja acrescentado aos créditos de "Stairway to Heaven" e quer uma indenização de um valor a ser provado no julgamento.

 
Guitarrista Jimmy Page durante testemunho em desenho feito em tribunal federal em Los Angeles.    14/06/2016      REUTERS/Mona Edwards