Fiat Chrysler disse que investigaria acidente que matou ator de ‘Star Trek'

segunda-feira, 20 de junho de 2016 18:36 BRT
 

WASHINGTON/LOS ANGELES (Reuters) - A Fiat Chrysler disse nesta segunda-feira que investigaria o acidente que matou o ator de “Star Trek” Anton Yelchin no seu Jeep Grand Cherokee 2015, veículo alvo de um recall.

O ator morreu quando a caminhonete se moveu e o imprensou contra uma cerca em Los Angeles, afirmou a polícia no domingo. A Fiat Chrysler em abril fez o recall de mais de 1,1 milhão de carros e caminhonetes porque os veículos poderiam se mover depois que os motoristas saíssem deles, um problema associado com 41 ferimentos, 212 acidentes e 308 relatos de danos de propriedade, embora a empresa não tivesse uma solução imediata para o defeito.

Yelchin morreu de asfixia acidental por uma força brusca, afirmou Ed Winter, legista do condado de Los Angeles, nesta segunda. Os resultados dos exames toxicológicos para determinar se o ator estava sob influência de alguma substância devem demorar pelo menos seis semanas, acrescentou ele.

Numa carta de 24 de maio para revendedores, a Fiat Chrysler disse que previa ter as atualizações de software necessárias para consertar os veículos até julho ou agosto. A empresa previamente havia dito aos proprietários que esperava ter a solução “permanente” até o quarto trimestre.

Clarence Ditlow, diretor-executivo da organização Center of Auto Safety (centro para a segurança automobilística, em tradução livre), afirmou nesta segunda-feira que “enquanto se espera pelo desenvolvimento de uma solução para o recall, o previsível ocorreu. Anton Yelchin morreu. Quantas pessoas mais precisarão morrer ou se ferir esperando por uma solução para esse problema fatal de fabricação?”

(Por David Shepardson e Alex Dobuzinskis)

 
Yelchin posa durante Festival de Veneza. 4/9/2014. REUTERS/Tony Gentile