Águia que estrelou série de TV britânica é morta por caçadores em Moçambique

segunda-feira, 4 de julho de 2016 15:35 BRT
 

CIDADE DO CABO (Reuters) - Uma águia marcial do Parque Nacional Kruger, na África do Sul, que foi parte da série britânica “Fierce”, sobre a vida selvagem, foi morta por caçadores em Moçambique, disseram em comunicado pesquisadores que ajudaram a rastrear a ave.

A ave de rapina de 4,6 quilos estreou na televisão em junho e ilustrou os esforços de cientistas para tentar conter o declínio na população de águias marciais — a maior do continente africano. 

“Nós detectamos que a ave não estava mais se movimentando de maneira normal”, disse Rowen van Eeden, pesquisador da Universidade da Cidade do Cabo.

Van Eeden e um colega rastrearam o sinal para um canto remoto de Moçambique, a mais de 160 quilômetros de onde a ave havia recebido um dispositivo de localização. Eles descobriram que seu pescoço estava preso em uma armadilha, provavelmente utilizada para capturar um cervo de pequeno porte. 

Essa foi a terceira ave adulta, entre oito que receberam rastreadores de GPS, a morrer fora do parque Kruger desde o começo do programa Águas Marciais, há três anos.

Duas morreram nas mãos de caçadores em Moçambique e uma terceira foi eletrocutada ao voar contra linhas de energia na Suazilândia. 

(Por Wendell Roelf)