Criador de Pokémon Go tem tratamento de celebridade na Comic-Con

segunda-feira, 25 de julho de 2016 15:12 BRT
 

Por Piya Sinha-Roy

SAN DIEGO, Estados Unidos (Reuters) - O criador do popular videogame para celulares Pokémon Go recebeu tratamento de celebridade no último dia da feira de cultura pop Comic-Con, em San Diego, no domingo, ao discutir o futuro do game com o público.

John Hanke, fundador da Niantic Labs e desenvolvedor de Pokémon Go, foi recebido com aplausos de mais de 6,5 mil fãs no palco normalmente reservado para apresentações de estrelas de estúdios de cinema e redes de televisão.

Hanke disse que a popularidade mundial do jogo, que incorpora os personagens do universo Pokémon, da Nintendo, com o mundo real por meio das tecnologias de realidade aumentada e de mapas do Google, foi alucinante.

O jogo foi lançado em 6 de julho e evoluiu a partir do game Ingress, também da Niantic, que Hanke disse que também ganhou popularidade após o lançamento de Pokémon Go.

Pokémon Go tem cativado fãs ao redor do mundo e apenas nos Estados Unidos atraiu 21 milhões de usuários ativos em menos de duas semanas após o lançamento.

Hanke disse que atualizações e novos recursos serão lançados nos próximos meses e anos conforme o jogo cresce para incluir mais criaturas e elementos do universo Pokémon.

Durante a sessão de perguntas e respostas com o público, Hanke afirmou que sua equipe está ciente de problemas do game e está resolvendo as falhas. Ele pegou sugestões dos fãs como funções para se procriar Pokémons capturados.

Ele afirmou que a equipe da Niantic está trabalhando para melhorar as funções das "pokestops" e das "gyms" e revelou identidades de três líderes virtuais de equipes: Blanche, da Equipe Mystic; Spark, da Equipe Instinct; e Candela, da Equipe Valor.

A Niantic tem enfrentado dificuldades para manter os servidores do jogo funcionando diante da grande quantidade de novos jogadores do game, disse Hanke. Ele comentou ainda que a prioridade atual é evitar que os servidores saiam do ar.