Padre brasileiro citado no filme Spotlight se enforca na prisão

segunda-feira, 8 de agosto de 2016 16:08 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - Um padre brasileiro mencionado no filme "Spotlight", que trata sobre uma investigação jornalística de abusos sexuais praticados por clérigos católicos, foi encontrado morto em uma cela no domingo após ter sido preso novamente por suspeita de pedofilia, disseram autoridades nesta segunda-feira.

O padre Bonifácio Buzzi, 57 anos, que estava sozinho em sua cela, "se enforcou com uma "teresa", espécie de corda feita com um lençol", no Presídio de Três Corações, para onde foi levado após sua prisão na sexta-feira, disse a Secretaria de Estado de Defesa Social de Minas Gerais, em comunicado.

Uma década atrás, Buzzi foi condenado por abusar de um menino de dez anos em Mariana, Minas Gerais, e ficou preso entre 2007 e 2015. Ele voltou a ser preso na semana passada após queixas de que havia molestado dois meninos de 9 e 13 anos de idade.

Buzzi fez parte dos casos de pedofilia citados ao final de "Spotlight", filme vencedor do Oscar 2015 ,baseado na investigação do jornal Boston Globe, sobre casos de abuso sexual praticados por padres católicos e os esforços da Arquidiocese de Boston para encobri-los.

As primeiras alegações contra Buzzi surgiram na década de 1990, em Santa Catarina, sua terra natal. Em 1995 ele foi condenado por molestar dois meninos em sua paróquia, próximo a Mariana, após os pais das crianças o acusarem de praticar sexo oral em seus filhos.

Buzzi obteve uma redução de pena e a Igreja Católica obteve um mandado judicial que o permitiu cumprir a pena na casa do arcebispo local.

(Por Anthony Boadle)