Pequena conta da Bulgária pode ser o artefato de ouro mais antigo do mundo

quarta-feira, 10 de agosto de 2016 19:21 BRT
 

YUNATSITE, Bulgária (Reuters) - Pode ser apenas uma pequena conta - com 4 milímetros de diâmetro - mas é uma enorme descoberta para arqueólogos búlgaros que dizem ter encontrado o artefato de ouro mais antigo da Europa, e provavelmente do mundo.

A conta, encontrada em um assentamento pré-histórico no sul da Bulgária, data de 4.500-4.600 antes de Cristo, dizem os arqueólogos, o que a torna cerca de 200 anos mais velha que as joias de uma necrópole da Idade do Cobre na cidade búlgara de Varna, e que eram os objetos de ouro processado mais antigo já desenterrados, em 1972.

"Eu não tenho dúvidas de que é mais velha que o ouro de Varna", disse o professor associado à Academia Búlgara de Ciências, Yavor Boyadzhiev.

"É uma descoberta realmente importante. É um pequeno pedaço de ouro, mas grande o suficiente para encontrar seu lugar na história."

Boyadzhiev acredita que a conta foi produzida no local, nas proximidades da cidade moderna de Pazardzhik, a qual ele considera o primeiro assentamento urbano na Europa, povoado por uma "sociedade altamente culta", que se mudou para lá a partir da Anatólia, atual Turquia, perto de 6.000 antes de Cristo.

(Por Angel Krasimirov; reportagem adicional por Tsvetelia Tsolova)