Violinista Lindsey Stirling diz que novo álbum "Brave Enough" é terapêutico

terça-feira, 23 de agosto de 2016 17:41 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A violinista norte-americana Lindsey Stirling lida com o amor e a perda no novo disco, "Brave Enough", e a superação das adversidades é o pano de fundo de seu novo trabalho após um ano marcado pela morte de seu melhor amigo e um diagnóstico de câncer de seu pai.

A faixa-título foi a primeira que a artista de 29 anos compôs depois que seu amigo Jason Gaviati morreu em 2015. Ela ainda escreveu "Gavi's Song" para homenagear a amizade dos dois.

"Eu não consegui compor a respeito destas coisas até lidar com elas. A princípio minha música estava simplesmente triste e depressiva quando comecei a voltar e reescrever, e foi uma coisa do tipo 'não está me ajudando nada compor desse jeito'", disse ela à Reuters.

"Então comecei a lidar com as emoções, fui para casa, passei um tempo com minha família, fiz um pouco de terapia e aí se tornou uma experiência muito terapêutica escrever sobre essas emoções."

Lindsey ganhou fama depois de criar uma reputação nas redes sociais. Seu canal no YouTube tem mais de 8 milhões de assinantes e mais de um bilhão de visitas. "Brave Enough", que tem 14 canções, é seu terceiro álbum de estúdio.

 
Violinista Lindsey Stirling posa para fotos nos bastidores do Billboard Awards, em Las Vegas
22/05/2016 REUTERS/Steve Marcus