Nick Cave escolhe documentário para se abrir sobre a morte do filho

terça-feira, 6 de setembro de 2016 19:44 BRT
 

VENEZA (Reuters) - O músico australiano Nick Cave espera que um documentário em 3D, em vez da fala para multidões de estranhos, ajude a responder a perguntas sobre a morte do seu filho, no momento que ele promove o seu novo disco, disse Andrew Dominik, diretor do filme, nesta terça-feira.

Arthur, de 15 anos, filho de Cave, morreu depois de cair de um penhasco em julho do ano passado. Isso ocorreu quando o pai gravava “Skeleton Tree”.

"Não há nenhuma maneira para ele de discutir o disco sem falar sobre o contexto no qual o disco foi feito, que foi a morte do filho dele”, declarou Dominik à Reuters durante o festival de Veneza.

"Não é que ele não queira falar sobre o que aconteceu com Arthur, mas eu acho que ele apenas não quer fazer isso com um monte de estranhos. Então, a solução dele foi fazer o filme, que vai dar um espaço mais seguro.”

O resultado, o documentário "One More Time With Feeling" (“Mais Uma Vez Com Sentimento”, em tradução literal), foi exibido no festival fora da mostra competitiva.

"O filme não é um filme narrativo, é como uma experiência que vai te envolver, e o 3D tem uma qualidade mais sensorial”, afirmou ele. “Você não está pensando na frente, você está como que cercado por ele.”

(Reportagem de Sarah Mills)

 
Nick Cave chega para premiação em Londres. 8/2/2015. REUTERS/Toby Melville