Ucrânia vai barrar alguns cantores russos no Eurovision em Kiev

sexta-feira, 9 de setembro de 2016 18:25 BRT
 

KIEV (Reuters) - O governo ucraniano disse nesta sexta-feira que negaria vistos de entrada a certos cantores russos se forem escolhidos para se apresentar no Eurovision Song Contest do ano que vem, após a capital Kiev ter sido escolhida para sediar o evento.

A Ucrânia conquistou o direito de sediar o 62º concurso Eurovision em 2017 após sua candidata, a cantora tártara da Crimeia chamada Jamala, ter vencido a competição com uma música sobre a época das deportações de tártaros ordenadas por Joseph Stalin.

A vitória de Jamala causou polêmica em Moscou, que reclamou que a competição havia sido envolvida pela política. Alguns russos disseram que a Rússia deveria boicotar o próximo evento.

O ministro da Cultura ucraniano, Yevhen Nyshchuk, disse que cantores que estivessem na lista negra do serviço de segurança da Ucrânia por apoiarem a causa separatista seriam barrados caso a Rússia os escolhesse.

(Por Natalia Zinets; reportagem adicional por Sergei Karazy e Margaryta Chornokondratenko)