Manifestantes chamaram Lochte de mentiroso ao invadir estreia de nadador em programa de TV

terça-feira, 13 de setembro de 2016 14:29 BRT
 

(Reuters) - O apresentador do programa de TV "Dancing with the Stars", Tom Bergeron, disse nesta terça-feira que ficou chocado e irritado com os manifestantes que gritaram "mentiroso, mentiroso" e invadiram o palco após uma apresentação ao vivo de Ryan Lochte, nadador norte-americano campeão olímpico que inventou ter sofrido um assalto à mão armada durante a Olimpíada do Rio.

Os dois manifestantes foram contidos por seguranças e presos por invasão, e outros membros da plateia vaiaram Lochte antes de serem retirados, informaram a rede ABC e a polícia.

Lochte, que foi criticado pela mídia dos EUA por mentir ao dizer que foi assaltado e ameaçado com uma arma no Rio no mês passado, pareceu abalado pelo incidente ocorrido no programa de dança na noite de segunda-feira. Mais tarde ele disse a jornalistas que a princípio achou se tratar de uma brincadeira.

A ABC divulgou nesta terça-feira um vídeo do acontecimento, que não foi visto pelos telespectadores norte-americanos porque Bergeron cortou para um comercial no momento da invasão ao palco.

O vídeo mostra dois homens com camisetas com frases anti-Lochte entrando no palco aos gritos enquanto Lochte e sua parceira, a dançarina profissional Cheryl Burke, eram avaliados pelos jurados por seu número de dança. Quatro mulheres da plateia, usando as mesas camisetas, vaiaram e foram retiradas do local. Ninguém ficou ferido.

"Ficamos chocados, e temos um sistema de segurança muito bom aqui", disse Bergeron no programa "Good Morning America", da ABC, nesta terça-feira.

Ele negou que o incidente fosse uma pegadinha pré-arranjada. "Sempre há céticos a respeito de tudo, mas veja, não foi nem um pouco", afirmou o apresentador. "Foi realmente irritante e, repito, aplaudo nossa equipe de segurança por abreviar a coisa toda".

Bergeron disse que "o clima no estúdio definitivamente ficou favorável a Ryan depois que esses caras foram escoltados para fora".

Lochte disse durante os Jogos do Rio que ele e três nadadores dos Estados Unidos tinham sido assaltados à mão armada, porém mais tarde foi revelado pela polícia que eles vandalizaram um posto de combustível depois de uma noite de festa. Depois que a mentira foi revelada, Lochte perdeu todos os seus quatro patrocinadores e foi suspenso das competições da equipe de natação dos EUA por 10 meses. Ele se desculpou pelo incidente.   Continuação...

 
Nadador norte-americano Ryan Lochte reage após concluir a prova de 200 metros medley individual nos Jogos do Rio. 11/08/2016. REUTERS/David Gray