Premiê britânica reverte decisão de antecessor sobre nova chefia da BBC

quarta-feira, 14 de setembro de 2016 12:30 BRT
 

Por Estelle Shirbon

LONDRES (Reuters) - A rede BBC terá um novo diretor agora que a primeira-ministra britânica, Theresa May, decidiu não fazer da indicada de seu antecessor, David Cameron, uma escolha automática para o cargo, no mais recente de vários rompimentos com o legado do ex-premiê.

A emissora pública está prestes a passar por uma reformulação de sua estrutura de governança que irá envolver o descarte da BBC Trust, comissão que atualmente regula a emissora e que críticos, como veteranos do governista Partido Conservador, dizem ser ineficaz.

Cameron havia dito a Rona Fairhead, que preside a comissão, que quando ela fosse abolida Rona poderia ocupar um posto recém-criado como diretora do BBC Board, conselho que irá assumir a administração da empresa no ano que vem.

Mas a BBC Trust disse nesta quarta-feira que o governo de May decidiu realizar um processo competitivo para escolher o diretor do BBC Board, e publicou um comunicado de Rona dizendo que ela não irá concorrer.

"Creio que será melhor romper claramente e melhor para o governo indicar alguém novo, e para mim, continuar minha carreira no setor privado, como sempre planejei fazer", afirmou Rona.

Anunciadas em maio, as reformas do governo na BBC não chegaram a ser a intervenção pesada que algumas estrelas e criadores de programas haviam temido, mas deu poderes a uma agência reguladora externa, a Ofcom, pela primeira vez nos 94 anos de história da emissora.

 
Primeira-ministra britânica, Theresa May.    14/09/2016        REUTERS/Toby Melville