20 de Setembro de 2016 / às 18:07 / em um ano

Londres encerra Semana de Moda em meio a incerteza com Brexit

Modelos desfilam criação de Emilio De la Morena em Londres. 20/9/2016. REUTERS/Neil Hall

LONDRES (Reuters) - Londres encerrou sua Semana de Moda sazonal nesta terça-feira depois de cinco dias durante os quais grifes luxuosas e populares revelaram coleções coloridas e ecléticas em meio à incerteza da separação do Reino Unido da União Europeia, conhecida localmente como Brexit.

Ao realizar sua etapa dos desfiles de primavera/verão de 2017 depois de Nova York, Londres sediou sua primeira Semana de Moda desde que seu país chocou o mundo decidindo se desfiliar da UE em um referendo votado em junho.

Além das tendências das passarelas, a incerteza sobre como a saída do Reino Unido do bloco irá afetar a indústria foi um assunto recorrente entre os fashionistas.

“Surgiram muitas perguntas sobre o pós-Brexit. Isto vai mudar? Para nós é realmente importante que não mude”, disse Caroline Rush, executiva-chefe do Conselho de Moda Britânico (BFC, na sigla em inglês).

“Se serviu para alguma coisa, foi para usarmos isto como uma oportunidade de reafirmar parcerias, de criar novas parcerias e de conseguir fazer negócios não somente com a Europa, mas também com o resto do mundo.”

De acordo com uma pesquisa do BFC pré-referendo, mais de 90 por cento de 290 estilistas disseram que queriam permanecer na UE.

Por Pedro Caiado, Sara Hemajani, Jane Witherspoon e Marie-Louise Gumuchian

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below