Kim Kardashian processa site que relatou que roubo em Paris foi armado

terça-feira, 11 de outubro de 2016 15:23 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A estrela de reality show Kim Kardashian processou o site de notícias de celebridades MediaTakeout nesta terça-feira por uma reportagem que dizia que ela mentiu sobre um assalto à mão armada neste mês em Paris.

Kim, cujo show "Keeping Up With the Kardashians" foi pausado após o assalto, protocolou o processo em tribunal federal em Nova York acusando o site de relatar que ela teria armado o ataque "sem quaisquer apoios factuais".

Ela teve cerca de 10 milhões de dólares roubados em jóias após homens armados colocarem uma arma em sua cabeça e amarrarem suas mãos no apartamento que estava em Paris em 3 de outubro.

O processo por difamação cita o site e o fundador do site, Fred Mwangaguhunga, como réus.

Mwangaguhunga se recusou a publicar uma retratação e um pedido de desculpas "por chamá-la de uma mentirosa e uma criminosa", de acordo com o processo.

O site não respondeu imediatamente a pedidos de comentários.

Kim, de 35 anos e casada com o rapper Kanye West, se mantém fora dos holofotes desde o roubo. Seus dois filhos e familiares não estavam com ela no momento do incidente.

(Reportagem de Joseph Ax)

 
Kim Kardashian concede entrevista em Manhattan.  16/5/2016. REUTERS/Mike Segar