"Maior poeta vivo", Bob Dylan ganha Prêmio Nobel de Literatura de 2016

quinta-feira, 13 de outubro de 2016 11:31 BRT
 

ESTOCOLMO (Reuters) - Bob Dylan, considerado a voz de uma geração por suas canções influentes dos anos 1960 em diante, ganhou o Prêmio Nobel de Literatura de 2016, uma decisão surpreendente que deu a um cantor e compositor umas das honrarias culturais mais prestigiosas do mundo.

Músicas como "Blowin' in the Wind", "Masters of War", "A Hard Rain's a-Gonna Fall", "The Times They Are a-Changin'", "Subterranean Homesick Blues" e "Like a Rolling Stone" captaram um espírito de rebeldia, discórdia e independência.

    "Dylan tem o status de um ícone. Sua influência na música contemporânea é profunda", disse a Academia Sueca nesta quinta-feira, quando concedeu o prêmio de 8 milhões de coros suecas (cerca de 930 mil dólares). Mais de 50 anos depois de estrear, Dylan continua escrevendo canções e está frequentemente em turnê.

    "Ele provavelmente é o maior poeta vivo", disse Per Wastberg, membro da Academia Sueca.

    Sara Danius, secretária permanente da Academia do Nobel, disse em uma coletiva de imprensa que houve uma "grande unidade" na decisão da comissão de conceder o prêmio a Dylan.

    O prêmio de literatura foi o último Nobel concedido neste ano. Ele leva o nome do inventor da dinamite, Alfred Nobel, e vem sendo entregue desde 1901 para conquistas nas áreas de ciência, literatura e paz, conforme seu testamento.

(Por Mia Shanley, Daniel Dickson e Simon Johnson)

 
Bob Dylan durante evento na Universidade St Andrews, na Escócia
 23/6/2004 REUTERS/David Cheskin