Tela de Basquiat alcança valor recorde de U$110,5 milhões em leilão da Sotheby's

sexta-feira, 19 de maio de 2017 11:31 BRT
 

Por Chris Michaud

NOVA YORK (Reuters) - Uma pintura pouco vista de Jean-Michel Basquiat que foi vendida por 19 mil dólares em 1984 alcançou atordoantes 110,5 milhões de dólares em um leilão da Sotheby's na quinta-feira, o segundo maior preço já pago por uma obra de arte contemporânea.

O retrato vibrante de Basquiat, que foi pintado em 1982 e não tem título, obteve o sexto valor mais alto já oferecido por qualquer obra em um leilão, um testemunho da disposição de colecionadores ricos para gastar liberalmente em peças altamente cobiçadas.

A pintura também estabeleceu recordes para um artista norte-americano e para o próprio Basquiat, que morreu em 1987.

A tela foi comprada pelo empreendedor Yusaku Maezawa, fundador da gigante de e-commerce Start Today, após uma longa sequência de lances que incluiu quatro participantes e foi muito além da estimativa pré-venda de 60 milhões de dólares.

Maezawa disse que pretende emprestar a obra para exibições públicas antes de abrigá-la em seu próprio museu em sua nativa Chiba, no Japão.

Exclamações de surpresa que fizeram lembrar o auge do mercado de arte pós-2010, marcado por preços elevados e recordes sempre novos, foram ouvidas quando o martelo foi batido na sala lotada da Sotheby's.

O total de vendas robusto de 319,2 milhões de dólares, que superou de longe a estimativa pré-venda de 277 milhões de dólares, apagou a lembrança da venda fraca de obras de arte impressionistas e modernas ocorrida só duas noites antes na Sotheby's, agravada pela retirada de última hora de sua principal atração, uma obra-prima da fase inicial de Egon Schiele.

Só dois dos 50 itens à venda não foram arrematados na quinta-feira, a última noite das vendas de primavera, que são cruciais para a Sotheby's e para sua rival Christie's.   Continuação...

 
Visitantes observam telas do artista Jean-Michel Basquiat no Museu de Arte Moderna em Paris, na França. 14/10/2010 REUTERS/Benoit Tessier