Fábio Barreto viajará o país atrás de "Lulas" para novo filme

quarta-feira, 2 de julho de 2008 11:38 BRT
 

Por Fernanda Ezabella

SÃO PAULO (Reuters) - Cinco vezes ao dia, ou mais, o telefone da produtora LC Barreto, no Rio de Janeiro, toca para tratar do mesmo assunto. São sósias de Lula espalhados pelo Brasil pedindo um papel no filme que contará a trajetória do presidente do país.

O filme, baseado no biografia "Lula, o Filho do Brasil" e com orçamento de 12 milhões de reais, será rodado em novembro e deverá ser lançado apenas no segundo semestre de 2009.

Já neste mês, começa o processo de seleção para os quatro atores que vão interpretar Luiz Inácio Lula da Silva. Os atores devem ter entre 5 e 6 anos, 10 e 12 anos, 15 e 16 anos e idade adulta.

"Tem muita gente querendo (fazer o papel de Lula)", disse o diretor Fábio Barreto à Reuters. "O Lula não é necessariamente uma unanimidade, mas continua muito popular mesmo por conta dos problemas de inflação, etc."

Barreto ("O Quatrilho" e "A Paixão de Jacobina") fará o processo de seleção em três meses, visitando escolas de teatro em Recife, São Paulo e Salvador. O papel de Eurídice Ferreira de Melo, a dona Lindú, mãe de Lula, será de Glória Pires.

"Vamos procurar força, carisma, uma coisa que tenha a ver com a personalidade do próprio Lula", disse Fábio, cujo pai, Luiz Carlos Barreto, é o produtor do projeto. "Queremos uma pessoa com muita determinação, força de vontade para chegar onde chegou."

Fábio está finalizando o roteiro ao lado da própria autora da biografia, Denise Paraná, e de Daniel Tendler. Será o primeiro filme de ficção de grande orçamento sobre o presidente, que já foi tema de documentários, como "Entreatos", de João Moreira Salles.

O filme de Barreto começa com o parto de uma criança que morre, seguido de outro, o do próprio Lula, pela mesma parteira. "Esse vingou, tomara que dê certo", diz a parteira, segundo Barreto, como uma ironia do destino.   Continuação...