Woody Allen processa grife por anúncios e pede US$ 10 mi

terça-feira, 1 de abril de 2008 10:03 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O cineasta Woody Allen processou a American Apparel na segunda-feira, dizendo que a marca de roupas usou sua imagem sem autorização em anúncios, outdoors e na Internet.

Segundo o processo, arquivado no distrito de Manhattan, os outdoors mostram Allen vestido como rabino e estavam nas ruas de Nova York e da Califórnia.

Ele exige uma indenização de 10 milhões de dólares, de acordo com o processo.

Allen, diretor ganhador do Oscar, conhecido por filmes como "Annie Hall" e "Crimes e Pecados", disse no processo que ele nem foi contatado pela companhia nem compensado pelo uso de sua imagem.

"Allen não faz propagandas de produtos ou serviços nos Estados Unidos", de acordo com a ação judicial.

Representantes da American Apparel não retornaram as ligações da reportagem para comentar o processo.

A empresa produz e vende suas próprias roupas de algodão e tem mais de 180 lojas nos Estados Unidos e Canadá.

 
<p>O diretor norte-americano Woody Allen durante entrevista coletiva, em imagem de arquivo. Allen processou a American Apparel na segunda-feira, dizendo que a marca de roupas usou sua imagem sem autoriza&ccedil;&atilde;o em an&uacute;ncios, outdoors e na Internet. Photo by Mario Anzuoni</p>