Show de Celine Dion na China é adiado em meio a boatos

quarta-feira, 2 de abril de 2008 10:18 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - O show da canadense Celine Dion em Pequim neste mês foi cancelado porque os organizadores não conseguiram obter autorização, apesar dos milhares de ingressos vendidos, reportou a mídia local.

Mas uma autoridade do Ministério da Cultura chinês disse na quarta-feira que o show da cantora foi aprovado.

O Beijing Evening News de terça-feira citou um porta-voz da cantora negando as reportagens que diziam que Dion tinha adiado a apresentação por estar preocupada com as tempestades de areia típicas da primavera chinesa que poderiam afetar sua recuperação de uma recente infecção na garganta.

Em comunicado publicado pelo Beijing Evening News, o porta-voz disse que o real motivo do cancelamento foi que os organizadores venderam "mais de 10 mil ingressos sem terminar todo o processo de aprovação".

O show estava agendado para 13 de abril no Workers Stadium, que tem capacidade para 64 mil lugares.

"Celine Dion vai resolver (o problema) por vias legais", disse o jornal, citando o comunicado.

Uma autoridade do Departamento de Aprovação de Eventos do Ministério da Cultura disse na quarta-feira que o show tinha sido aprovado.

"O concerto foi aprovado. Você devia checar com os organizadores", disse à Reuters a autoridade, chamada Pan, por telefone.

Nenhum representante da empresa organizadora de shows de Dion, Emma Ticketmaster, estava disponível para comentar. Funcionários da companhia que vendiam os ingressos por telefone disseram que o show foi cancelado por "motivos de sáude" e que o dinheiro das entradas seria devolvido pois nenhuma data nova foi agendada.

A Emma Ticketmaster também organizou o polêmico show que Bjork fez na China no mês passado, no qual a cantora gritou "Tibet! Tibet!" durante a música "Declare Independence".

O jornal disse que Dion voltaria a Pequim, para participar de um evento promocional das Olimpíadas, em 12 de abril.