Vendas online impulsionam indústria fonográfica na Grã-Bretanha

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008 12:37 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A indústria da música pode ter visto seus primeiros sinais de recuperação nos dados mostrando que o número de downloads pagos de música mais que duplicaram na última semana de 2007 em comparação ao mesmo período do ano passado, afirmaram analistas.

O setor fonográfico, fortemente atingido pela pirataria, está se voltando para as vendas online como tentativa de equilibrar a decrescentes vendas de CDs.

Os dados de vendas da última semana do ano foram provavelmente impulsionados pelas vendas de tocadores digitais de música para o Natal, o que levou os consumidores a procurar comprar conteúdo online na época dos feriados.

As vendas de música online atingiram a marca de 2,9 milhões de faixas na última semana de 2007, mais do que o dobro ante a última semana de 2006 e maior venda semanal registrada na Grã-Bretanha, afirmou a Official Charts.

O BPI, que representa o setor de música gravadas na região, afirmou que o total de vendas via download no ano bateu 77 milhões, um aumento de 50 por cento em relação a 2006 -- contrastando com a queda na venda de CDs.

"Para a semana finda em 23 de dezembro nos Estados Unidos, a venda de álbuns digitais gravados -- incluindo a contagem de 10 downloads de canções como um álbum -- caiu 10 por cento no ano, com a queda de álbuns físico recuando 14 por cento", afirmaram analistas do UBS em nota.

"Outros mercados como o Reino Unidos e Europa também enfrentaram condições ruins".

Mas o UBS afirmou que os dados referentes às vendas natalinas na Grã-Bretanha devem impulsionar a indústria.

"Mesmo que os downloads de álbuns não tenham conseguido animar o segmento, a notícia deve ajudar a injetar otimismo sobre uma melhora no cenário da indústria fonográfica".   Continuação...