Saída de Spielberg de Pequim é lamentável, diz cineasta Zhang

segunda-feira, 3 de março de 2008 08:54 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - O principal cineasta chinês, Zhang Yimou, disse que a decisão do diretor de Hollywood Steven Spielberg de abandonar o cargo de conselheiro artístico da Olimpíada de Pequim é "lamentável", mas não afetará os Jogos, de acordo com o China News Service.

Zhang disse que Spielberg trabalhava na equipe de direção das cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos, respectivamente nos dias 8 e 24 de agosto, em que se espera uma espetacular apresentação da rica cultura chinesa.

A ausência do três vezes ganhador do Oscar, que anunciou sua saída da organização olímpica no mês passado por discordar da postura política chinesa com relação aos confrontos em Darfur, no Sudão, não terá nenhum efeito na cerimônia de abertura, disse Zhang à publicação semi-oficial China News Service.

Spielberg disse que a China está fazendo muito pouco para ajudar a acabar com o derramamento de sangue em Darfur, onde milícias ligadas ao governo sudanês combatem grupos rebeldes.

"Essa é uma decisão muito difícil para mim, porque eu tenho apreciado o relacionamento com meus companheiros chineses, em particular... Zhang Yimou, que é um amigo pessoa próximo", disse o diretor norte-americano em seu comunicado de despedida.

Cerca de 200 mil pessoas morreram e 2,5 milhões foram obrigadas a deixar suas casas em mais de quatro anos de conflito em Darfur, de acordo com estimativas de especialistas internacionais. O governo sudanês diz que 9 mil pessoas morreram no local.

Zhang, famoso pelos filmes indicados ao Oscar "Raise de Red Lantern" e "Herói", disse que os preparativos para a cerimônia de abertura dos Jogos chegou ao estágio de "grandes ensaios com mais de 10 mil participantes."

 
<p>O cineasta chin&ecirc;s Zhang Yimou fala a jornalistas em Pequim. O principal cineasta chin&ecirc;s, Zhang Yimou, disse que a decis&atilde;o do diretor de Hollywood Steven Spielberg de abandonar o cargo de conselheiro art&iacute;stico da Olimp&iacute;ada de Pequim &eacute; 'lament&aacute;vel', mas n&atilde;o afetar&aacute; os Jogos, de acordo com o China News Service. Photo by Claro Cortes Iv</p>