ESTRÉIA-Johnny Depp canta no musical gótico "Sweeney Todd"

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008 14:18 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O filme "Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet", de Tim Burton, é inspirado em um musical de Stephen Sondheim, encenado na Broadway pela primeira vez em 1979. O longa, que estréia na sexta-feira no país, concorre a três Oscars -- melhor direção de arte, figurino e ator para Johnny Depp.

Depp, 44 anos, que venceu o Globo de Ouro por esta atuação, concorre ao prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos pela terceira vez. Ele concorreu por "Piratas do Caribe -- A Maldição da Pérola Negra" (2003) e "Em Busca da Terra do Nunca" (2005).

"Sweeney Todd" é a sexta parceria entre Depp e Burton ("A Fantástica Fábrica de Chocolate").

O protagonista da história é o barbeiro Benjamin Barker (Depp), que depois assume a identidade de Sweeney Todd. À primeira vista, ele parece um descendente direto e mais macabro do delicado Edward Mãos de Tesoura, que o ator interpretou em 1990 no filme homônimo, também dirigido por Burton. Mesmo assim, houve novos desafios para Depp encarnar o papel.

Um desses desafios foi cantar -- todo o elenco, aliás, usa sua própria voz para interpretar as canções do musical. Apesar de ter integrado a banda pop The Kids, nos anos 1980, na Flórida, o ator apenas tocava guitarra.

Até "Sweeney Todd", segundo ele mesmo, nunca havia interpretado uma canção inteira. A mesma inexperiência vocal é compartilhada por Helena Bonham Carter que, na pele da exótica sra. Lovett, contracena boa parte do tempo com Depp.

Em uma Londres sombria e suja do século 19, desenrola-se a história de Benjamin Barker, um barbeiro feliz, casado e pai de uma pequena filha. O poderoso juiz Turpin (Alan Rickman) apaixona-se por sua mulher (Laura Michelle Kelly) e decide tirá-lo do caminho para roubá-la.

Mandado à prisão por falsas acusações, Barker fica longe do país por 15 anos. Volta sob a nova identidade de Sweeney Todd e decide armar sua vingança contra o juiz que o arruinou. É acolhido por uma viúva, a sra. Lovett (Helena Bonham Carter), a única que o reconhece e guardou para ele as navalhas com que ganhava sua v)da. Agora, as lâminas serão o instrumento de uma revanche digna de um "serial killer".

Todd instala-se no andar superior da tenebrosa loja de tortas da sra. Lovett -- que, segundo ela mesma, são as piores de Londres.   Continuação...

 
<p>O ator Johnny Depp (esq) e a atriz Helena Bonham em cena do filme 'Sweeney Todd: O Barbeiro Demon&iacute;aco da Rua Fleet', de Tim Burton, inspirado em um musical de Stephen Sondheim, foi encenado na Broadway pela primeira vez em 1979. O longa, que estr&eacute;ia na sexta-feira no pa&iacute;s, concorre a tr&ecirc;s Oscar. Photo by Reuters (Handout)</p>