Roqueiro Pete Doherty é condenado a 14 semanas de prisão

terça-feira, 8 de abril de 2008 14:41 BRT
 

Por Mike Collet-White

LONDRES (Reuters) - O roqueiro britânico Pete Doherty foi condenado na terça-feira a 14 semanas de prisão por violar os termos de sua liberdade condicional, informou a gravadora dele.

A sentença, dada em uma corte do oeste de Londres, obriga Doherty a remarcar uma apresentação no Royal Albert Hall, agendada para o dia 26 de abril.

Seu comparecimento ao luxuoso festival britânico de Glastonbury, no fim de junho, está em dúvida.

Adrian Hunter, empresário de Doherty, disse que há "numerosas razões" para que o cantor e compositor tenha sido preso. "Uma delas é que ele chegava atrasado às audiências da condicional", declarou ele à Reuters.

Doherty, 29, é presença frequente nos tribunais nos últimos meses devido a sua batalha contra as drogas.

Em audiência em outubro, ele admitiu uma série de acusações por abuso de drogas e irregularidades ao dirigir, mas escapou da prisão ao receber um termo de suspensão de encarceramento de quatro meses.

Doherty, conhecido por seu trabalho com as bandas Libertines e Babyshambles, confessou-se culpado de dirigir sob o efeito de crack, cocaína, heroína e maconha. Ele também foi manchete devido a seu relacionamento com a modelo Kate Moss.