Lista de celebridades mais poderosas traz Oprah Winfrey no topo

quarta-feira, 11 de junho de 2008 23:01 BRT
 

Por Michelle Nichols

NOVA YORK (Reuters) - A apresentadora norte-americana Oprah Winfrey é a celebridade mais poderosa do mundo pela quinta vez e pelo segundo ano seguido, de acordo com a lista das 100 celebridades mais poderosas da Forbes, publicada na quarta-feira.

A lista anual também incluiu dois casais entre os dez primeiros. A atriz Angelina Jolie veio em terceiro e seu parceiro, Brad Pitt, pegou o número dez, enquanto os recém-casados Beyonce Knowles e o rapper Jay-Z ficaram em quarto e sétimo.

O jogador de golfe Tiger Woods continuou em segundo lugar e o jogador de futebol David Beckham ficou em quinto, enquanto o ator Johnny Depp ficou em sexto lugar. A banda inglesa The Police ficou em oitava, depois de se reunir para uma bem-sucedida turnê mundial. A escritora britânica J.K. Rowling ficou em nono depois da publicação do sétimo e último livro da série Harry Potter.

"Não é surpresa que Oprah Winfrey e Tiger Woods ainda estejam no topo neste ano, eles são certamente os que ganham mais", disse Matthew Miller da revista Forbes.

Os rankings dão mais importância para os ganhos no último ano, mas também são levados em conta fatores como presença na internet, na imprensa, nas capas de revista, e menções na televisão e no rádio.

Durante o ano passado, Oprah Winfrey ganhou 275 milhões de dólares, Woods ganhou 115 milhões de dólares, Beyoncé, 80 milhões, Beckham, 50 milhões, Depp 72 milhões, Jay-Z 82 milhões e o The Police 115 milhões de dólares.

Enquanto a renda de Jolie de 14 milhões de dólares e o salário de Pitt de 20 milhões são fracos em comparação aos demais, a popularidade do casal, que tem quatro filhos e gêmeos a caminho, e presença constante em revistas, os levou topo da lista.

"Se Jolie tivesse ganhado mais alguns milhões ela provavelmente estaria no topo da lista, por que o número de capas de revistas nas quais ela esteve, e o número de matérias nas quais ela foi citada, superaram qualquer outra pessoa na lista", disse Miller.