China investiga suspeita de falsos guerreiros de terracota

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007 11:40 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - Autoridades do governo chinês disseram nesta quarta-feira que estão investigando suspeitas de que históricos guerreiros de terracota do país em exibição na Alemanha sejam falsos.

A imprensa alemã informou no domingo que funcionários da casa do exército de argila de 2.000 anos disseram que as esculturas expostas num museu de Hamburgo seriam cópias. Autoridades chinesas teriam dito que não sabiam da presença das peças originais na Alemanha.

"Nós estamos agora investigando esta questão", disse um funcionário da Administração Estatal de Herança Histórica da China. "Estamos destacando grande atenção a isso", acrescentou ele à Reuters.

O Museu de Etnologia de Hamburgo está oferecendo a devolução do dinheiro pago pelo ingresso a cerca de 10.000 visitantes que já viram a exibição "O Poder da Morte", que foi inaugurada em 25 de novembro, dependendo do resultado da investigação na China.

Os oito guerreiro de terracota, dois cavalos e 60 objetos menores continuarão em exibição -- com um aviso de que sua autenticidade está sendo avaliada -- até que especialistas chineses cheguem a Hamburgo para avaliar as peças nesta semana, disse a porta-voz do museu, Marina Lifschitz.

A maior exposição oficial de guerreiros de terracota chineses no exterior está atualmente no Museu Britânico, em Londres, cuja exposição "Primeiro Imperador" contém 120 peças, incluindo 20 guerreiros de tamanho natural.

(Por Nick Macfie)