Jornal britânico diz ter "desmascarado" identidade de Banksy

segunda-feira, 14 de julho de 2008 15:01 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Se o sucesso do grafiteiro Banksy depender de seu anonimato, talvez seja hora do artista começar a se preocupar.

Quase nada se sabe sobre Banksy, cujos trabalhos subversivos ou políticos são vendidos por altas quantias em leilões e colecionados por algumas das celebridades mais famosas do mundo.

Agora, um jornal britânico diz ter provas de que Banksy seja Robin Gunningham, homem de 34 anos que foi educado em uma escola particular cara.

A prova mais contundente da identidade de Banksy é uma foto tirada na Jamaica há quatro anos, na qual aparece um homem com uma mochila e tintas spray aos seus pés.

O jornal The Mail on Sunday levou a foto a Bristol, cidade-natal de Banksy, e um ex-vizinho de Gunningham o identificou como sendo o homem da foto.

Uma porta-voz de Banksy negou-se a confirmar ou negar a informação.

O jornal disse que a idéia de Banksy ter sido educado em uma escola católica cara, em Bristol, deveria chocar os fãs que o admiram por sua posição contra o sistema.

O sucesso do artista ficou evidente em leilões de arte recentes.

Neste ano, uma pintura atribuída a Banksy em um muro de Portobello Road arrecadou 208.100 libras em um leilão online.

Banksy é conhecido por ousadias como colocar uma réplica de um preso da baía de Guantánamo no parque Disneyland, nos Estados Unidos.

(Por Mike Collett-White)