ESTRÉIA-Personagens de "Star Wars" voltam em animação

quinta-feira, 14 de agosto de 2008 14:31 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Quem achava que a saga de "Star Wars" tinha acabado com a última trilogia, encerrada em 2005, enganou-se. A guerra nas estrelas está de volta na animação "Star Wars: The Clone Wars", que estréia no Brasil em cópias legendadas e dubladas na sexta-feira.

A ação deste desenho está situada entre os filmes "Star Wars: Episódio II -- Ataque dos Clones" (2002) e "Star Wars: Episódio III: A Vingança de Sith" (2005). As Guerras Clônicas, aliás, sempre foram um evento importante dentro da saga, que foram até mencionadas no primeiro filme da série, de 1977.

Os Cavaleiros de Jedi lutam para manter a ordem enquanto as Guerras Clônicas destroem a galáxia. Anakin Skywalker -- muito longe ainda de se tornar Darth Vader -- recebe a missão de treinar uma Padawan, ou seja uma aprendiz, chamada Ahsoka Tano.

O bebê do malvado Jabba, The Hutt, foi sequestrado, e Anakin e Ahsoka têm a missão de resgatá-lo. Já Obi-Wan Kenobi e o Mestre Yoda cuidam de um exército de clones na resistência à força do lado negro, liderada por Conde Dookan, que se concentra em expandir as influências dos Separatistas e tentar convencer Jabba de que foi Annakin quem raptou seu filho.

Essa primeira produção da Lucasfilm Animation foi feita em computador e toma emprestado um estilo de animés e mangás japoneses, resultando em personagens de expressões faciais fortes, mas com movimentos menos naturais, mais mecânicos.

A grande novidade no universo de Star Wars, em termos de personagem, neste filme, é a adolescente Ahsoka Tano, uma jovem esperta e cínica, com um visual meio egípcio e responsável por alguns dos momentos mais divertidos da aventura.

A versão legendada conta com as vozes de famosos reprisando seus papéis nos filmes, como Samuel L. Jackson, como Mace Windu; Christopher Lee, Conde Dookan; e Anthony Daniels, o robô C-3PO. Porém, faz falta Frank Oz dublando o Mestre Yoda -- trabalho que sobrou para Tom Kane.

O criador da série, George Lucas, assina apenas a produção, deixando a direção a cargo de Dave Filoni (da série de desenhos da televisão "Avatar: A Lenda de Aang"), e o roteiro para Henry Gilroy, responsável por vários desenhos para a televisão, além de um videogame da série "Star Wars".

Já a trilha sonora é assinada por Kevin Kiner, que cria temas em cima dos originais de John Williams.

(Por Alysson Oliveira, do Cineweb)