Afeganistão proíbe filme "O Caçador de Pipas"

terça-feira, 15 de janeiro de 2008 10:03 BRST
 

Por Sayed Salahuddin

CABUL (Reuters) - O governo do Afeganistão proibiu a importação e a exibição do filme "O Caçador de Pipas", que conta a história da problemática relação de amizade entre dois garotos afegãos, alegando que a obra poderia incitar a violência.

No ano passado, o estúdio norte-americano responsável pela produção -- baseada no best-seller de 2003 do autor Khaled Hosseini -- foi obrigado a retirar do Afeganistão as três jovens estrelas do filme antes da estréia para protegê-las de eventual retaliação.

A Paramount Vantage lançou o filme no mês passado, após atrasos devido a cuidados extraordinários envolvendo a representação no filme de um estupro, além de outras cenas de conflito entre membros das tribos pashtun e hazara.

Segundo Latif Ahmadi, chefe da agência estatal de filmes do Afeganistão, a proibição ocorreu "porque algumas de suas cenas são questionáveis e inaceitáveis para algumas pessoas e poderiam causar problemas para o governo e a população".

"O Caçador de Pipas" mostra a evolução da sociedade afegã no decorrer de três décadas, desde antes da invasão soviética até a ascensão da milícia Taliban, concentrando-se na amizade entre Amir, filho de um rico pashtun, e Hassan, filho de um empregado do pai de Amir.