Mídia italiana especula sobre lua-de-mel de Sarkozy no país

terça-feira, 15 de janeiro de 2008 19:46 BRST
 

Por Robin Pomeroy

ROMA (Reuters) - Ele pode nem ter casado ainda, mas a mídia italiana já especula nesta terça-feira que o presidente francês, Nicolas Sarkozy, fez uma reserva num hotel do país para sua lua-de-mel com a ex-modelo Carla Bruni.

Enquanto o gabinete de Sarkozy silencia sobre uma reportagem dando conta de que os dois se casaram em cerimônia privada na quinta-feira, a mídia italiana afirma que eles definiram a lua-de-mel na vila de Negrar, perto de Verona, cenário da tragédia de Romeu e Julieta escrita por William Shakespeare.

Os sites de notícias publicaram que Sarkozy e a cantora italiana reservaram quartos em La Magioca, pequeno hotel na região vinícola de Valpolicella, nordeste da Itália. Segundo as matérias, eles devem chegar a partir desta noite.

Contactado pela Reuters, um funcionário do hotel disse que o gerente não estava disponível e desligou o telefone. O primeiro-ministro francês, François Fillon, disse que não sabia de um casamento de Sarkozy, e zombou dos repórteres.

"O cronograma de quinta-feira não é compatível com seus rumores", disse Fillon em entrevista coletiva. "Foi um dia muito ocupado."

O diário regional L'Est Republicain publicou que Sarkozy e Bruni se casaram no Palácio do Eliseu na última quinta-feira, mesmo dia em que Sarkozy recebeu o primeiro-ministro espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero no palácio.

Sarkozy, 52, que se divorciou de sua segunda esposa Cecilia em outubro, disse na semana passada que sua relação com Bruni é "séria", mas se recusou a marcar uma data para o casamento.

"Há uma boa chance de que vocês descobrirão quando já tiver ocorrido", afirmou o presidente sobre o casamento.

Uma pesquisa de opinião divulgada nesta terça-feira mostrou que a popularidade de Sarkozy caiu fortemente pelo segundo mês consecutivo, aparentemente por conta da insatisfação com seu estilo extravagante de vida e suas políticas econômicas.