Mostra de SP dá volta ao mundo com 350 longas, oficina e debates

quarta-feira, 17 de outubro de 2007 12:53 BRST
 

Por Fernanda Ezabella

SÃO PAULO (Reuters) - A maratona da 31a Mostra Internacional de São Paulo começa nesta sexta-feira com mais de 350 longas-metragens das mais variadas partes do mundo, embora o evento vá além do corre-corre entre salas de cinema, estendendo-se em debates, lançamento de livro e uma oficina.

Na programação de 14 dias, há filmes premiados nos grandes festivais de cinema europeus deste ano, novos trabalhos de diretores consagrados e curiosidades que provavelmente não voltam aos cinemas da cidade.

"Para São Paulo, a Mostra é uma necessidade. Da mesma forma que a cidade acolhe imigrantes do mundo todo, a Mostra tem essa mesma vocação, de acolher a todos", explicou à Reuters Leon Cakoff, organizador do festival, justificando o tamanho e abrangência do evento.

Haverá retrospectivas do chinês Jia Zhang-Ke, recentemente em cartaz na cidade com "Em Busca da Vida", e também de dois cineastas franceses -- Jean-Paul Civeyrac, sem nenhum filme lançado por aqui, e Claude Lelouch, mais conhecido por "Um Homem, Uma Mulher" (1966).

Os cinéfilos também poderão viajar até a África, com 17 filmes vencedores do prêmio máximo do festival de Burkina Faso, ou até a Turquia, com cinco novos filmes que tratam do polêmico genocídio armênio no começo do século 20, algo que o governo turco nega.

"O objetivo é conquistar platéias, sempre foi e sempre será. O cinema pode ser diversão, mas é também nutriente para formar valores de vida e também de cinéfilo", disse Cakoff.

Na noite de quinta-feira, na abertura para convidados, a Mostra abrirá com "O Passado", de Hector Babenco, responsável por assinar o cartaz do evento deste ano.

A estrela do filme é o ator mexicano Gael García Bernal, que vem a São Paulo para o evento. Ele está em três outros filmes da Mostra: "Déficit", sua estréia na direção, "Sonhando Acordado", do francês Michel Gondry, e "Cochochi", no qual assina a produção.   Continuação...

 
<p>Cena do filme 'Lust, Caution', de Ang Lee, que recebeu o Le&atilde;o de Ouro no Festival de Veneza e agora ser&aacute; exibido na 31a Mostra Internacional de S&atilde;o Paulo, que come&ccedil;a na sexta-feira. Photo by Reuters (Handout)</p>