BBC corta 1.800 empregos para enfrentar era digital

quinta-feira, 18 de outubro de 2007 13:26 BRST
 

Por Kate Holdon

LONDRES (Reuters) - A BBC, rede pública britânica de mídia, anunciou nesta quinta-feira planos para cortar 1.800 postos de trabalho e integrar as operações de TV, rádio e Internet com o objetivo de enfrentar a mudança para a era digital.

A rede, que é sustentada pelos britânicos para "informar, educar e entreter", disse que 2.500 mil vagas serão fechadas, mas outros postos serão abertos para criar novas posições que ofereçam conteúdo onde e quando queira a audiência.

"A mídia está se transformando, a audiência está se transformando", disse o diretor-geral da BBC, Mark Thompson, aos funcionários.

O departamento de notícias será o mais afetado pelas mudanças, após quase 4.000 cortes anunciados em 2005. A maior parte dos empregos será fechada antes do prazo de 2012-2013 definido pelo plano.

Os funcionários dizem que o clima na BBC está terrível e os sindicatos, temendo perda de qualidade do conteúdo da rede, tem ameaçado com greves.

O panorama da mídia tem se transformado na última década, com a audiência mais jovem passando mais tempo na Internet e deixando de lado fontes mais tradicionais como a BBC.

A corporação, financiada por um imposto cobrado sobre as residências com televisores na Inglaterra, afirmou que precisa se adaptar para continuar a ser uma fonte de informação relevante. A BBC lançou novos serviços de TV, rádio e Internet para atrair mais audiência.