Exposição de Velázquez marca ampliação do Museu do Prado

segunda-feira, 19 de novembro de 2007 17:48 BRST
 

Por Itziar Reinlein

MADRI (Reuters) - Uma exposição especial do pintor Diego Velázquez, símbolo do Museu do Prado, na Espanha, marcou a estréia das instalações ampliadas da instituição, que também celebra o aniversário de 188 anos.

"Fábulas de Velázquez. Mitologia e História Sagrada do Século de Ouro" é uma seleção de 28 obras do pintor nascido em Sevilha. Lá está, por exemplo, a "Vênus do Espelho", cedida pela National Gallery, de Londres, uma das mais importantes pinturas do artista fora da Espanha.

A exposição, inaugurada nesta segunda-feira pela família real espanhola na sala onde está exposto o famoso quadro "As Meninas", ficará em cartaz até 24 de fevereiro, na parte antiga do museu.

A seleção de obras de Velázquez exclui retratos, que compõem boa parte das 130 obras que ele realizou em 40 anos de carreira.

"São as outras obras dele, os 15 por cento restantes, que queremos mostrar aqui", disse o diretor-adjunto de Conservação e Investigação do museu, Grabiele Finaldi. "Cabe ao Prado dar um passo adiante na descoberta desse pintor."

Outras 24 obras de 17 artistas acompanham os quadros de Velázquez, favorecendo uma análise do contexto criativo em que se desenvolveu o pintor.

A curadoria dividiu a exposição em sete seções que seguem o duplo critério cronológico-temático, começando pela pintura religiosa da primeira temporada em Sevilha, mais naturalista, seguida de um período mais clássico, com destaque para a estadia na Itália, concluindo com a fase ligada à Corte.

No mês passado, o museu em Madri inaugurou suas novas instalações, ao custo de 152 milhões de euros, adicionando 50 por cento de espaço à instituição, o que permite exibir mais obras de seu acervo.