Sacha Baron Cohen vai deixar de vez de interpretar Borat

sábado, 22 de dezembro de 2007 18:17 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O ator e comediante britânico Sacha Baron Cohen disse que chegou a hora de desvincular sua imagem de Borat, o grosseiro jornalista de TV do Cazaquistão, exageradamente ligado em sexo, que se tornou uma surpreendente sensação de bilheteria no cinema no ano passado.

Numa rara entrevista se apresentando como Cohen, o ator disse ao jornal britânico Daily Telegraph que achou doloroso abandonar o personagem Borat e um outro de seus excêntricos alter egos, Ali G -- sucesso na TV britânica --, mas sentiu que ambos se haviam tornado familiares demais para o público.

Cohen criou os dois personagens como artifícios para sátira social de improviso, na qual as pessoas com as quais interage, em entrevistas ou encontros por acaso, contracenaram com ele sem suspeitar disso.

Sua atuação se tornou mais famosa mundialmente no filme "Borat -- o Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América", um falso documentário mostrando um repórter desse país da Ásia Central em uma viagem através dos Estados Unidos.

"Quando eu era Ali G e Borat, eu estava dentro do personagem às vezes 14 horas por dia e acabei amando-os. Portanto, admitir que não vou interpretá-los de novo é realmente algo triste", Cohen disse ao jornal.

"É como dizer adeus a uma pessoa amada. É difícil. É uma forma de autodestruição, de fato."

O filme se beneficiou em parte da publicidade produzida por funcionários cazaques que protestaram contra o nada lisonjeiro retrato de seu país como uma nação retrógrada de misóginos e anti-semitas.

Cohen deu a entrevista em um hotel em Los Angeles, EUA, onde agora vive com sua namorada, a atriz australiana Isla Fisher, e sua filha recém-nacida Olive.

Atualmente Cohen atua ao lado do ator Johnny Depp no musical "Sweeney Todd", interpretando um barbeiro cantor que encontra um final sangrento nas mãos de seu rival.

Ele também está finalizando seu próximo projeto, no qual fará o papel de Bruno, um repórter de moda austríaco, homossexual, que também já fez parte de seu programa de TV, "Da Ali G Show".