Yoko Ono abre processo contra documentário que usa "Imagine"

quarta-feira, 23 de abril de 2008 16:30 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A viúva de John Lennon, Yoko Ono, e seus filhos estão processando os produtores do documentário "Expelled: No intelligence allowed", por usar a canção "Imagine" sem autorização.

Lennon gravou a música em 1971 e, em 2004, a revista Rolling Stone a colocou no terceiro lugar de sua lista das 500 melhores músicas de todos os tempos, de acordo com o processo.

Yoko Ono, Sean Ono Lennon, Julian Lennon (filho do primeiro casamento do John) e a EMI Blackwood Music Inc entraram com um processo no Distrito de Manhattan, a fim de impedir que os documentaristas e distribuidores continuem a usar "Imagine" no filme.

Eles também alegam danos não-especificados.

O documentário, que conta com Ben Stein (ator, comediante e ex-redator dos discursos do presidente Richard Nixon), aborda a suposta discriminação contra cientistas e professores que defendem o chamado desenho inteligente como alternativa à teoria da evolução de Charles Darwin.

O processo é contra os produtores e os distribuidores do filme: a Premise Media Corporation, C&S Production, LP & Rocky Mountain Pictures.

As três companhias não quiseram comentar o assunto.

(Reportagem de Leslie Gevirtz)

 
<p>Yoko Ono abre processo contra document&aacute;rio que usa 'Imagine'. A vi&uacute;va de John Lennon, Yoko Ono, e seus filhos est&atilde;o processando os produtores do document&aacute;rio 'Expelled: No intelligence allowed', por usar a can&ccedil;&atilde;o 'Imagine' sem autoriza&ccedil;&atilde;o. 23 de abril. Photo by Danny Moloshok</p>