Brad Pitt ameaça processar paparazzi por fotos da família

quinta-feira, 24 de julho de 2008 10:09 BRT
 

Por Jill Serjeant LOS ANGELES (Reuters) - Os advogados do ator Brad Pitt ameaçaram na quinta-feira processar quem publicar fotos recentes de sua família que, segundo eles, foram tiradas por paparazzi na França. As fotos de Pitt e sua família na França foram tiradas "secretamente", com lentes poderosas, e vendidas para um comprador não-identificado, disseram os advogados do ator em Los Angeles, em uma carta publicada pelo site norte-americano The Smoking Gun (www.thesmokinggun.com), que publica documentos legais e ordens de prisão relacionadas a celebridades.

Os advogados não disseram quais membros da família foram fotografados.

Pitt e a atriz Angelina Jolie, mãe de seus filhos, venderam as primeiras fotos exclusivas de seus gêmeos recém-nascidos para uma publicação norte-americana pelo valor de 11 milhões de dólares. O dinheiro será doado à caridade.

A ameaça veio uma semana depois de Angelina Jolie ter deixado a maternidade em Nice, com os filhos Vivienne Marcheline e Knox Leon, nascidos no dia 12 de julho. A família alugou uma casa de campo em Provence.

O advogado de Pitt, Yael Holtkamp, disse que as fotografias foram uma "violação maliciosa" do direito à privacidade do ator, tanto sob as leis francesas quanto da Califórnia.

Holtkamp disse que uma agência que já havia vendido as fotos concordou em não vendê-las mais e as removeu de seu site.

Vários sites de fofoca que tinham links para as fotos as removeram de suas páginas na quinta-feira.

O Smoking Gun, apesar de publicar a carta enviada pelos advogados de Brad Pitt, também foi ameaçado. Os advogados disseram que processariam o site caso este publicasse as fotos.

O Smoking Gun disse que nunca comprou uma foto de paparazzi em seus 11 anos de existência.

Jolie, 33, e Pitt, 44, têm quatro outros filhos -- Maddox, Zahara e Shiloh --, três deles adotados.