Gibson abre processo por "Guitar Hero" e "Rock Band"

segunda-feira, 24 de março de 2008 10:31 BRT
 

Por Ilaina Jonas

NOVA YORK (Reuters) - A Gibson Guitar anunciou na sexta-feira ter aberto um processo por violação de patentes contra a divisão MTV, da Viacom, Harmonix e Electronic Arts . O processo tem relação com os populares videogames "Rock Band" e "Guitar Hero", desenvolvido anteriormente pela Harmonix.

O processo, aberto no tribunal distrital federal do Tennessee, se relaciona à mesma patente sobre a qual a Gibson moveu ação anterior contra diversas empresas que comercializam o "Guitar Hero", produto concorrente do "Rock Band", anunciou em comunicado a fabricante de guitarras.

A série "Guitar Hero", publicada pela Activision, vendeu mais de 14 milhões de unidades na América do Norte e faturou mais de 1 bilhão de dólares desde seu lançamento, enquanto "Rock Band" é um concorrente mais novo.

A Gibson alegou que os jogos, nos quais os usuários utilizam um controlador em forma de guitarra para acompanhar notas que surgem na tela da televisão, violam uma patente que a empresa obteve em 1999 sobre uma tecnologia de simulação de apresentação musical.

A Harmonix desenvolveu o primeiro "Guitar Hero" e foi posteriormente adquirida pela MTV. A Electronic Arts distribui o "Rock Band" e outra empresa, a Activision, bem como diversos grupos de varejo, desenvolvem, distribuem ou vendem diversos jogos na série "Guitar Hero".

"O processo não tem qualquer mérito, e pretendemos nos defender vigorosamente contra ele", anunciou a Harmonix em comunicado. Não houve comentários de parte da Electronic Arts.

No começo do mês, a Activision havia aberto um processo preventivo junto à Justiça Federal dos EUA, na Califórnia, solicitando que a patente da Gibson seja invalidada e que a empresa seja proibida de solicitar indenizações.

A Gibson, cujas guitarras elétricas são usadas por artistas lendários do blues e do rock como Eric Clapton, B. B. King e Slash, é uma parceira de destaque nos jogos "Guitar Hero".   Continuação...