Cidade "perdoa" Rolling Stones, depois de bani-los por 44 anos

quinta-feira, 27 de março de 2008 14:38 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Eles tocaram para platéias lotadas no mundo inteiro, menos em um lugar: a cidade de Blackpool, no Reino Unido. Pelo menos até agora.

Depois de serem banidos da cidade por quase meio século, os Rolling Stones estão liberados para tocar lá novamente, informou o conselho local na quinta-feira.

O banimento foi imposto em 1964, depois de uma briga em um dos primeiros shows da banda, no Empress Ballroom.

Lustres foram quebrados, assentos destruídos e um piano Steinway, danificado, depois que uma das 7 mil pessoas da platéia teria dado uma bofetada no guitarrista Brian Jones.

Mas agora o conselho escreveu ao grupo, dizendo que tudo está perdoado.

"Se eles nos perdoarem, nós os perdoaremos", disse à Reuters na quinta-feira o líder do conselho, Peter Callow.

"O banimento está oficialmente suspenso e eu adoraria vê-los tocar em Blackpool. Nada me deixaria mais satisfeito."

A banda não fez nenhum comentário imediato.

(Reportagem de Andrew Hough)