Sarkozy se irrita e interrompe entrevista a TV dos EUA

segunda-feira, 29 de outubro de 2007 10:26 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - O presidente francês, Nicolas Sarkozy, mostrou-se irritado e interrompeu de forma repentina uma entrevista para uma rede de TV dos Estados Unidos, que tinha por objetivo introduzi-lo ao público norte-americano. Na entrevista para o programa da CBS "60 Minutes", exibida no domingo, o presidente francês discutiu com o jornalista, chamou seu assessor de imprensa de imbecil e afirmou que estava muito ocupado para dar uma entrevista "estúpida".

Ele finalizou a conversa repentinamente ao ser questionado sobre o status de seu casamento com Cecilia Sarkozy. O divórcio dos Sarkozy foi anunciado cerca de duas semana depois.

"Se eu tivesse alguma coisa para dizer sobre Cecilia, eu não o faria aqui", observou, antes de impedir novas perguntas.

Em duas entrevistas anteriores -- uma breve a bordo de um avião e outra há várias semanas --, o presidente francês expressou admiração pela ética de trabalho nos Estados Unidos e pela música pop.

Quando perguntado sobre o temor de seu pai anos atrás de que qualquer um com um sobrenome húngaro como Sarkozy não poderia ter sucesso na França, ele disse que uma coisa que ele admira nos EUA é justamente a abertura e as oportunidades para todas as pessoas.

"Você pode chamar Schwarzenegger e ser governador da Califórnia."

(Por Joanne Kenen)

 
<p>O presidente franc&ecirc;s, Nicolas Sarkozy, mostrou-se irritado e interrompeu de forma repentina uma entrevista para uma rede de TV dos Estados Unidos, que tinha por objetivo introduzi-lo ao p&uacute;blico norte-americano. Foto em Paris, 29 de outubro. Photo by Pool</p>