ESTRÉIA-"Homem de Ferro" atualiza herói e o leva ao Afeganistão

quarta-feira, 30 de abril de 2008 14:05 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A estréia de "Homem de Ferro" nesta quarta-feira em todo país, com cópias dubladas e legendadas, dá o pontapé inicial para a temporada de blockbusters de 2008, que inclui filmes como "Speed Racer" (programado para a próxima semana), o novo Indiana Jones (maio), "O Agente 86" (junho) e "Batman -- O Cavaleiro das Trevas" (julho).

"Homem de Ferro" chega aos cinemas cercado de expectativas. Afinal, vem com o selo da Marvel, a mesma gigante do mundo dos quadrinhos responsável pela criação de personagens como Homem-Aranha e Hulk.

Mas este personagem difere dos outros em pelo menos um sentido: ele não adquire poderes por acidente genético, químico ou qualquer outro -- ele escolhe ser um super-herói.

O protagonista foge do estereótipo do jovem adolescente que se descobre poderoso -- como o Peter Parker de "Homem-Aranha".

Tony Stark (Robert Downey Jr) é um sujeito de meia-idade, mulherengo e beberrão, que gosta de curtir a vida.

Ele é dono de uma indústria bélica, que por décadas tem suprido o Exército dos Estados Unidos. A guerra é o seu negócio. Como ele costuma dizer, "ficaria sem emprego com a paz".

Mas as coisas mudam após uma visita ao Oriente Médio para exibir um novo equipamento aos soldados. Stark é capturado por rebeldes afegãos, que instalam uma bomba em seu peito e o aprisionam em uma caverna. Eles querem que Stark construa a maior arma que já fez.

Stark, porém, tem outro plano. Com sucata, constrói uma super armadura, que permite a sua fuga, além de matar muitos de seus sequestradores. Já nos Estados Unidos, ele decide dar novos rumos a sua empresa, e surpreende a todos dizendo que não produzirá mais armas.

Quem parece mais irritado com isso é Obadiah Stane (Jeff Bridges), braço direito do protagonista.   Continuação...

 
<p>O ator Robert Downey Jr. Photo by Brendan Mcdermid</p>