Pretenders lança primeiro disco em cinco anos

terça-feira, 23 de setembro de 2008 14:47 BRT
 

Por Dean Goodman

LOS ANGELES (Reuters) - A vocalista do Pretenders, Chrissie Hynde, liberou seu lado "vaqueira" no primeiro disco da banda em cinco anos.

Mas a gravadora não quer que "Break Up the Concrete" seja descrito como uma tentativa de fazer música country, devido às conotações negativas. Chame de rockabilly e evoque comparações com Bo Diddley ou a Sun Records, mas não diga que ela caiu de cabeça em Nashville.

Na verdade, Hynde foi a Akron, em Ohio. Foi lá que ela nasceu há 57 anos. Em 1973, ela se mudou para Londres.

Desde que começou a tocar com os Pretenders, em 1978, Hynde ocasionalmente canta sobre sua cidade natal -- mais notavelmente em "My City Was Gone" -- mas, na maior parte das vezes, ela passou sua carreira mantendo vivo o espírito punk.

No entanto, nos últimos anos, Hynde tem passado seu tempo em Akron com a família. Ela passeia pelas ruas e medita no cemitério local. Ela também tem escutado as músicas que tocavam quando ela criança, mas ela as renegou pelos sons exóticos da Inglaterra.

"Isso era algo que eu realmente sentia, algo em que estava me transformando, algo por que estava atraída, este som mais americano que eu nunca explorei antes", disse Hynde em uma recente entrevista à Reuters.

"Todos os ingleses amam essa bosta, mas eu rejeitei isso a minha vida inteira porque era o meu som. Acho que tenho, como cantora, muito mais da voz do meu país do que eu imaginava que tinha. Acho que eu estava negando isso".

Dessa forma surgiu "Break Up de Concrete", apenas o nono álbum de estúdio do Pretenders, e a primeira produção da banda desde "Loose Screw", de 2003, com inspiração reggae, que não fez sucesso nos Estados Unidos. Na verdade, os Pretenders não tem conseguido sucesso desde 1994, quando lançaram "Last of the Independents", mas "Break Up..." surge como novo aposta em um estilo diferente.