26 de Setembro de 2008 / às 14:05 / 9 anos atrás

Robert Wagner pensou em matar Warren Beatty por Natalie Wood

<p>O ator Robert Wagner responde a perguntas durante programa de televis&atilde;o nos Estados Unidos, no dia 12 de janeiro de 2007. Ele diz que ficou t&atilde;o arrasado com o fim de seu primeiro casamento com a atriz Natalie Wood que pensou em se suicidar e ficava sentado com uma arma diante da casa do amante dela, Warren Beatty, decidido a mat&aacute;-lo. REUTERS/Phil McCarten (UNITED STATES) (Newscom TagID: rtrphotos2809781) [Photo via Newscom]</p>

Por Christian Wiessner

NOVA YORK (Reuters) - O ator Robert Wagner diz que ficou tão arrasado com o fim de seu primeiro casamento com a atriz Natalie Wood que pensou em se suicidar e ficava sentado com uma arma diante da casa do amante dela, Warren Beatty, decidido a matá-lo.

Lançada esta semana, a autobiografia de Wagner, “Pieces of My Heart,” revela detalhes sobre sua carreira e sua vida, incluindo a separação de Wood, a decisão deles de se casarem novamente, dez anos depois, e a morte dela por afogamento em 1981.

“Eu era muito jovem. Acho que eu não teria chegado a concretizar o ato, mas eu estava muito, muito frustrado e aflito”, disse Wagner, de 78 anos, à Reuters em entrevista.

Beatty, que conheceu Natalie Wood no set de “Clamor do Sexo” em 1961, era “sedutor, atraente. Ele era o cara”, disse Wagner.

A família de Robert Wagner se mudou para Los Angeles no final dos anos 1930, e ele passou a frequentar círculos de Hollywood quando ainda era criança. Fred Astaire o buscava na escola, porque Wagner era amigo do enteado do legendário dançarino. Ele carregou os tacos de golfe de Clark Gable e namorou a filha da atriz Gloria Swanson.

Wagner assinou contrato com a 20th Century Fox. Quando ele tinha 22 anos, conheceu Barbara Stanwyck, então com 45, no set de “Náufragos do Titanic”, e eles tiveram um relacionamento discreto que durou quatro anos. Wagner disse que ela foi seu primeiro amor.

“A coisa mais importante que ela me deu foi um senso de auto-estima”, disse ele. “O fato de ela me ver como me via e dedicar tempo para ficar comigo significou tudo para mim.”

Wagner e Natalie Wood se casaram em 1957. Quando se divorciaram, sua carreira decolou com um papel no sucesso “A Pantera Cor-de-Rosa”. Ele passou para a televisão com “O Rei dos Ladrões” e protagonizou os seriados “Switch” e “Casal 20”.

Durante os anos 1960, tanto ele quanto Natalie Wood se casaram com outras pessoas, mas seu amor nunca deixou de existir, e em 1972 eles se casaram novamente.

Wagner ficou “totalmente paralisado” em novembro de 1981, quando o corpo de Natalie Wood foi encontrado boiando ao largo da ilha Catalina, no sul da Califórnia. Ele e ela estavam em seu iate com Christopher Walken, com quem ela estava trabalhando no filme “Projeto Brainstorm.”

Especulou-se que Wood teria se afogado tentando fugir da embarcação enquanto os dois homens discutiam sobre a carreira dela. Walken achava que Wood deveria trabalhar mais, e Wagner achava que isso prejudicaria a felicidade doméstica deles.

“Ele talvez tivesse razão”, disse Wagner. “Mas eu não queria que ela se afastasse de mim.”

Ele disse que acredita que Natalie Wood caiu ao mar acidentalmente.

Robert Wagner ainda atua na TV. Ele foi o “Número 2” nos filmes “Austin Powers”. Está casado há 18 anos com a atriz Jill St. John.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below