3 de Outubro de 2008 / às 20:04 / em 9 anos

Cãezinhos chihuahua retomam estrelato em "Perdido pra Cachorro"

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES (Reuters) - Hollywood está sempre à procura de caras novas -- mesmo que sejam de cachorros --, e a história do percurso do pequeno astro quadrúpede de “Perdido pra Cachorro”, da pobreza à riqueza e fama, é capaz de rivalizar com a de qualquer outra celebridade nova na tela grande.

Popularizados por estrelas como Paris Hilton e Britney Spears, os cachorrinhos da raça chihuahua são os mais procurados em Los Angeles. Mas os criadores de “Perdidos pra Cachorro” (título original: “Beverly Hills Chihuahua”), que estréia nesta sexta nos EUA, queriam talentos novos para estrelar sua história simpática de romance e aventura -- entre cachorros.

O protagonista da história é Papi, um cruzamento de chihuahua com vira-lata. Ele foi salvo de um abrigo para animais em Los Angeles depois de treinadores fazerem meses de testes infrutíferos com criadores de cães e cachorros veteranos do cinema.

O treinador chefe de animais Mike Alexander disse à Reuters que foram as orelhas grandes de Papi e sua expressão alegre que o fizeram ser notado.

“Vimos sua foto na Internet, e, quando o conhecemos no abrigo, descobrimos que sua personalidade também era ótima”, disse Alexander, da Birds & Animals Unlimited.

Papi recebeu seis meses de treinamento para fazer o papel de cachorro descolado que pertence a um jardineiro e se apaixona perdidamente por uma pequena chihuahua mimada de Beverly Hills chamada Chloe, dublada por Drew Barrymore.

Quando Chloe se perde no México, Papi atravessa a fronteira para salvar sua amada. Os criadores do filme dizem que, em última análise, “Perdido pra Cachorro” é uma história sobre encontrar a si mesmo.

O filme tem um elenco de mais de 200 cães, incluindo dobermans, poodles, pastores alemães, um labrador e um cão “salsicha”. Alguns já são veteranos de Hollywood, mas vários outros foram encontrados em abrigos em Los Angeles e no México.

O ator George Lopez, que faz a voz de Papi e tem três chihuahuas em casa, diz: “Ele é um cachorrinho romântico, mas também tem um pouco de vira-lata em sua personalidade”.

A expectativa é que o filme motive um aumento grande na procura de chihuahuas entre o público, apesar de a Walt Disney Pictures ter colocado na tela um aviso de que ser dono de um cão é uma responsabilidade séria.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below