Ringo Starr pede que fãs parem de mandar cartas

segunda-feira, 13 de outubro de 2008 16:20 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - O ex-baterista dos Beatles, Ringo Starr, pediu que seus fãs parassem de mandar cartas e pedidos de autógrafos, dizendo que correspondências do tipo seriam jogadas fora depois da próxima semana por que ele tem muito a fazer.

Starr, de 68 anos, fez o anúncio em uma mensagem de vídeo entitulada "Desculpe, sem assinar mais nada", postada em seu site: www.ringostarr.com.

De óculos escuros e fazendo com a mão um sinal de paz, ele diz: "Eu quero dizer para que depois do dia 20 de outubro por favor não me mandem correspondência de fãs para qualquer endereço que tiverem. Nada será autografado depois do dia 20 de outubro. Se essa for a data do envelope, ele será jogado no lixo."

"Estou avisando, com paz e amor, eu tenho muito a fazer. Então, sem mais correspondências de fãs. Obrigado, obrigado. E nenhum objeto para ser autografado. Nada."

Ele acrescentou: "Essa é uma mensagem séria para todos que estão assistindo agora. Paz e amor. Paz e amor".

Starr, que como seus companheiros nos Beatles Paul McCartney, John Lennon e George Harrison, veio de Liverpool, na Inglaterra, agora tem residências em Los Angeles e na França.

Starr já lançou mais de 12 álbuns depois que os Beatles se separaram em 1970. O mais recente foi "Liverpool 8", em janeiro de 2008.

(Reportagem de Jill Serjeant)